Vem novidade por aí! :)

Para quem tem acompanhado de perto o projeto Aproxime-se, sabe o quanto temos a preocupação genuína com a saúde do nosso ambiente familiar e educacional de nossos filhos, e que encontramos neste projeto a oportunidade de levar um novo olhar sobre a qualidade do tempo que estamos dispensando para nossa família e amigos.

Pensando neste nosso propósito, mergulhamos na última semana nos estudos e conquistamos a Certificação Internacional de Educadoras Parentais em Disciplina Positiva, com a querida Bete P. Rodrigues, – e já somos integrantes da DPA (Discipline Positive Association), dos EUA.

Vamos nos especializar ainda mais para trazer conteúdos relevantes, levando reflexões sobre a qualidade do nosso tempo e assim, consequentemente, conquistarmos relações cada vez mais saudáveis.

Aguardem, pois vem muita novidade e conteúdo bacana por aí. 🙂

No próximo post falaremos mais sobre a Disciplina Positiva. 🙂

1º Encontro do Aproxime-se

Quem aí gosta de passear no parque com a família?

Nós amamos! E se você também, fique ligado, pois em Outubro teremos o 1º encontro do Aproxime-se. 😀

Um dia repleto de atividades, brincadeiras e animação para vivenciarmos momentos de qualidade com aqueles que mais amamos: nossa família! 😀

Em breve, informaremos o dia e local.

Fique ligadinho e Aproxime-se!

Você sabe o poder de um abraço?

Agora imagine o poder de um abraço de 20 segundos?

Confira o vídeo que a Ana Paula e Jaqueline comentam mais sobre as descobertas e benefícios de um Abraço

Pesquisamos mais sobre o poder do abraço, e descobrimos respostas científicas e gostaríamos de dividir com vocês:

Descobrimos a “Oxitocina”, que é considerada o hormônio do abraço. Ela está associada a muitos dos nossos gestos de carinho, e eles confortam, curam e tornam a nossa vida mais feliz.

Você sabia que quando as mulheres dão à luz, elas expelem grandes quantidades de oxitocina? Este hormônio atenua a dor do parto e facilita que apareça um sentimento intenso de afeto pelo recém-nascido. Dando aquele desejo bom de abraçar, de dar beijos, de acariciar.

Em nossas buscas, descobrimos também que já foi comprovado que:

  • um abraço de 5 segundos a estimula a produção de Oxitocina;
  • mas um de 20 segundos a ativa e equivale a um mês de terapia.

O hormônio do abraço tem uma lista infinita de benefícios para nosso bem-estar:

  • Fortalece o sistema imunológico
  • Melhora o funcionamento do seu coração.
  • Contribui para a produção de mais serotonina e dopamina. Ou seja, reduz o estresse e ajuda a ter uma atitude mais positiva diante da vida.

Por coincidência, vimos na Folha de S. Paulo uma reportagem, nesta semana, que apresenta o projeto “Cuddle Sanctuary” (Santuário do Carinho) na Califórnia (EUA). Lá adultos podem criar conexões humanas através afagos, cafunés, e abraços. Segundo os criados, 1 em cada 5 americanos diz se sentir solitário, e autoridades já alertam que o isolamento social pode ser tão nocivo à saúde quanto fumar 15 cigarros por dia. Focando neste nicho, eles passaram a fornecer “um espaço seguro para carinho num mundo privado de contato.” E este projeto virou um negócio! Sim, estão ganhando dinheiro com a oferta de abraço, acredita? Só para você ter uma ideia , o preço da sessão é de $ 25, enquanto que o plano mensal é de $ 60.

Que tal olharmos com atenção para aqueles que estão ao nosso lado, e quem sabe, oferecer a benção do nosso abraço? Podemos fazer o bem, gratuitamente!

Vamos tentar praticar o abraço de 20 segundos?

Aproxime-se e conte para a gente como foi a experiência! 😉

Beijão,

Ana Paula e Jaque

SETEMBRO AMARELO: Em um mundo com dor, aproxime-se e ofereça Amor!

Setembro é o mês da conscientização mundial sobre a prevenção do suicídio, conhecido como “Setembro Amarelo”, e temos certeza que este alerta é mais do que necessário quando vemos números tão assustadores como os divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde):

Você sabia que…

– A cada 45 minutos uma pessoa comete suicídio no Brasil?

– E que entre os jovens, de 15 a 29 anos, o suicídio é a 3ª principal causa de morte no Brasil?

– E mais, que a cada 40 segundos há uma tentativa definitiva de tirar a vida no mundo?

Segundo a OMS, estes números, em grande parte, estão relacionados a transtornos mentais, como a depressão, mas vemos um novo tipo de risco se fazendo presente no dia a dia de adolescentes: a Internet.

A liberdade de acesso à rede, ainda sem controle e restrições na maioria dos lares brasileiros, vem colocando crianças e jovens diante de conteúdos inapropriados para a idade, ou pior, em contato com pessoas que podem se aproveitar da inocência ou de alguma fragilidade que estejam enfrentando nesta idade. Sem falar o Cyberbulling, que é uma violência praticada através da internet, onde pessoas maldosas acessam perfis para intimidar, julgar e hostilizar o outro.

Infelizmente, já tive contato com o tema Suicídio relacionado à Internet.

Foi com um adolescente de 16 anos. E só após a sua morte é que a família descobriu, junto com a polícia, que ele havia se aproximado de uma pessoa cruel (pra não dizer, “doente!”) através das redes sociais, e que o influenciou a tirar a própria vida. Até onde acompanhei, a polícia seguia com as investigações.

Sim, é chocante, não é? Faça uma busca na internet sobre isso, e encontrará inúmeras histórias igual a esta, e grupos que “celebram a meta alcançada de suicídios na semana.” 😦

E a reflexão que quero deixar é:

“Como tem sido a qualidade do seu tempo para seu filho?”

Vamos dar uma pausa real no nosso dia para atenção às tarefas escolares, atenção ao que vem satisfazendo os interesses deles na internet, e uma conversa, sem pressa, olho no olho. Assim, exercitaremos a leitura da verdade de seus sentimentos, de suas histórias, de seus interesses e seus medos.

Quem é mãe e pai sabe, todo dia é um aprendizado. Vamos ficar atentos. O alerta das organizações vem em setembro, mas a nossa atenção, com aqueles que amamos, deve ser diária.

Você tem alguma contribuição com este assunto e reflexão? Compartilhe com a gente!

Aproxime-se!

Beijo, Ana Paula

Mindfulness para crianças

Recebemos esta dica de interação em família da Ana Claudia Barreto, tia-coruja do Matheus, de 3 anos.

Ela comprou a caixinha “Brincando de Mindfulness”, de Patrícia Calazans. Com 50 exercícios lúdicos e super divertidos, as famílias podem incentivar o Mindfulness, que é uma prática da atenção plena ao momento presente.

A atividade traz diversos benefícios para as crianças: melhora no foco e concentração, regula níveis de ansiedade, aprimora habilidades sociais e emocionais, melhora a qualidade do sono, melhora  criatividade, entre outros.

Em uma das fotos acima, a Ana Claudia compartilha a experiência da primeira vez que ela aplicou com o sobrinho.

Quem tem criança na família sabe que não é fácil manter a concentração e interesse deles, em uma mesma atividade, por longos minutos, mas segundo a própria Ana Cláudia, nesta fase do seu sobrinho, além de uma experiência muito divertida, vale muito pela desconexão e criação de vínculos com ele.

Legal né?

Tem alguma dica de interação com crianças, familiares e amigos? Compartilhe com a gente!

Aproxime-se!

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora